06 junho 2005

Infantário

O meu filhote mais pequeno devia ir para o Infantário
no próximo ano lectivo. Fez três anos.
Quando tivemos a primeira filhota (meu deus, já lá vão 19 anos!), decidimos que os nossos
filhos ficariam em casa até aos três anos. Achamos que estes
primeiros anos são cruciais no desenvolvimento e, por isso,
necessitam de um acompanhamento individualizado.
A este princípio adaptámos a nossa vida profissional e pessoal.
Inclusivamente o número de filhos. (Sim, queríamos ter mais...)
Mas voltando ao princípio. O Alex fez 3 anos e é preciso arranjar Infantário.
Com os outros foi fácil. Visitámos uns quantos e escolhemos o que mais gostámos.
Estava convencida que agora ia ser igual. Não está a ser.
Os infantários estão cheios. Os públicos e os privados.
Parece que Viseu está a ficar mais jovem...
Eu queria que ele frequentasse o mesmo que frequentou a Teresa.
É excelente, público, e tem uma educadora excepcional.
Uma daquelas profissionais que se encontram uma num milhão! Tem 12 vagas e, neste
momento, 20 crianças em lista de espera...

Os outros que visitei deixaram-me apreensiva. Uns têm instalações fracas, outros não têm recreios, pessoal pouco simpático, poucas vagas, etc.
Num deles, privado, foi-me dito que estão cheios mas que há sempre lugar para mais um.
Para o meu filho não!

7 comentários:

Tão só, um pai disse...

Eva,
Gostava de ter uma boa sugestão, mas nem sei o que te dizer. Olha, independentemente da tua decisão, inscreve o rapaz na lista de espera para o público. Eu sei, seriam necessárias 7 desistências, mas nunca se sabe.

Anna^ disse...

Eva,tenho uma proposta:unamos a nossa força e vamos abrir um infantário :P
Pelos vistos este ano está dificil,olha q n é só por aí.
A solução será deixá-lo inscrito já para o ano e"aguenta-o" mais 1 anito em casa ! ;)

bjokas ":o)

Eva Lima disse...

TsUp, Anna,
já está inscrito em 4 públicos e 1 privado. Vamos esperar...

Rui Martins disse...

Aqui em Lisboa é o mesmo drama! Aparentemente, os poucos infantários que funcionam na capital (envelhecida e envelhecendo perante a passividade dos nossos governantes) estão cheios e como a população fugindo dos preços especulativos das agências imobiliárias fugiu para os subúrbios é para lá q vão os infantários.

Não tarda nada, Lisboa ainda terá menos habitantes que a sua Viseu... Basta que as centenas de idosos morram para que a capital se desertifique. E como ninguém é imortal...

A passividade dos nossos políticos neste domínio é inacreditável!

Mitsou disse...

Espero que consigas, amiga. E, como já aqui foi dito, o mal é nacional...Beijinhos muitos.

Raquel V. disse...

Pena n estares p os lados do Montijo... tenho uma amiga que tem o local ideal p´o baby... *

Anónimo disse...

existe um na atalaia "atalaia jardim"excelente abriu em abril muito amoroso e tem vagas vale mesmo apena visitar mesmo para os pais que já tenham os filhos em outro
sónia