28 agosto 2007

Essas contas, menina, essas contas...

...foi o que me saiu hoje, depois de ter ficado longos minutos à espera que a empregada duma loja encontrasse a calculadora para somar as minhas compras: 1,72€+3,20€!


Lembrei-me dum post do prof Carlos Fiolhais que, sem autorização, reproduzo:

Faço a seguinte proposta para a utilização massiva de calculadoras no primeiro ano do ensino básico. Os professores poderão utilizar calculadoras mas apenas em problemas como o seguinte:

"Se já tens duas calculadoras e te derem duas novas calculadoras, com quantas calculadoras ficas?"

Os alunos poderão fazer o cálculo digitalmente, isto é, contando com os dedos. Usarão modelos antigos pois assim fica mais barato!

Ainda Dalila Rodrigues

Um artigo com cabeça tronco e membros de alguém que sabe do que fala (ou escreve).

Neste país, parece que todos nós somos especialistas sobre tudo, de futebol a transgénicos, de pintura a arqueologia. Quem ontem era herói, amanhã é bacoco. E os jornalistas não ajudam.

Tãão longe que ele salta..... tão alto que fica o meu ego




foto da iaaf

21 agosto 2007

Apontamentos à beira-praia

Os meus filhotes queixam-se muito, protestam que vão para a praia quando está pouca gente e regressam quando os outros estão a chegar.
As explicações sobre as maleitas da exposição solar ao meio dia, e os benefícios de se estar numa praia pouco povoada, não são muito bem acolhidas.
"Porque é que a nós faz mal e a eles não?" - é pergunta repetida até ao limite da minha paciência.

02 agosto 2007

Toma lá que é socrático

Ainda com areia no biquini levo com esta de chofre.
Depois de ontem à tarde a directora do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), Dalila Rodrigues, ter inaugurado com êxito a exposição "Tapetes em Portugal", a tutela chamou-a hoje de manhã para lhe comunicar que não seria convidada para nova comissão de serviço.
Dalila Rodrigues não foi demitida por ser incompetente, por não apresentar trabalho. Foi afastada por ter opinião, por não se limitar a ser "yesman", por não dizer amén e deixar seguir a festa. Ou o Tacho.