25 janeiro 2008

24 janeiro 2008

Ser - português -ser

Depois duma semana passada em salas de espera - centro de saúde, urgência hospitalar, agência de seguros e consultórios médicos, com dezenas de pacientes portugueses constato:

- somos um povo triste, apático, sem coluna vertebral;
- só nos queixamos depois de sair porta fora;
- nunca contradizemos um sr. dr. em medicina;
- a disciplina mais frequentada nas faculdades de medicina portuguesas deve chamar-se arrogância;
- 99,9% dos portugueses, mesmo sabendo antecipadamente que vão estar horas à espera numa sala, não levam nada para fazer. Limitam-se a estar sentados com as mãos no regaço, a mexer/falar em voz altíssima ao telemóvel ou a descrever em pormenor as suas/família/vizinhos/conhecidos supostas maleitas para quem quer (ou não) ouvir.


Não encontro diferenças com o que escreveu há 112 anos Guerra Junqueiro em "Pátria" em 1896


"Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta. [.]

17 janeiro 2008

Livros, livrarias, bibliotecas e beleza


Gosto de livros. Muito.
Gosto de livrarias e bibliotecas. Gosto de folhear livros, sentada, calmamente, de sentir o cheiro do papel.
Não gosto do modelo FNAC, um supermercado de livros. Mal por mal compro-os no Continente ou no Jumbo.
A Lello do Porto é realmente uma livraria linda, o Guardian também acha.

A foto não é minha, mas não identifiquei o autor

14 janeiro 2008

Boinas













Na falta de fotos das prendas de Natal, duas boinas novas da Teresa. Feitas com agulhas circulares e receita minha, muito parecida com a boina da Mamã Martinho.
Há mais coisas, mas a luz para fotografias é má.


Neste momento estou a fazer um casado para mim (sim, eu também mereço) com inteira concepção minha. Depois mostro.

Quando for grande gostava de fazer um assim.

11 janeiro 2008

Qual é o espanto?

Anda para aí meio mundo (leia-se o hemisfério norte) admirado com a voz embargada da Sra Clinton em véspera das primárias. O vídeo no YouTube é dos mais vistos, analisado e reanalisado...

Bolas, mas então ninguém se lembra do nosso (saudoso presidente) Sampaio? Da suas lágrimas sinceras????

Cá pra mim a dela até é fita....

07 janeiro 2008

Abandono


Este blog anda abandonadito. Tenho pouca vontade de escrever. Por causa do frio, da chuva, falta de inspiração... Fiz a maioria das prendas de Natal que ofereci às amigas, familiares e filhas e até me esqueci de documentar fotograficamente.

Apetece-me mudar de vida. Esticar os segundos, encolher as noites e, já agora, afastar o fim do mês.

Abandono

Este blog anda abandonadito. Tenho pouca vontade de escrever. Por causa do frio, da chuva, falta de inspiração... Fiz a maioria das prendas de Natal que ofereci às amigas, familiares e filhas e até me esqueci de documentar fotograficamente.

Apetece-me mudar de vida. Esticar os segundos, encolher as noites e, já agora, afastar o fim do mês.

02 janeiro 2008

2008

Maitena

Depois dos exageros, os sacrifícios.