13 junho 2005

Hoje estou triste

duplamente.

Até sempre Álvaro.

Obrigada Eugénio.

19 comentários:

Anna^ disse...

Então deixo aqui o meu duplo beijinho :)

Rui Martins disse...

Duas mortes que se sucedem à de Vasco Gonçalves. Cunhal, pelo seu génio (concorde-se ou não) e Eugénio pela sua poesia, estão longe de Vasco Gonçalves. Mas todos deixam uma marca na História contemporânea e morrendo, morre um pouco de nós que perdemos esses nomes da nossa juventude e infância...

Misty disse...

Dois beijinhos para ti.

Há pouco tinha aqui feito um comentário, mas isto hoje tá do contra. Só tinha dito que para a minha geração está a ficar esquisito, isto de se perderem as referências ...

Raquel V. disse...

Um beijinho Eva...

Tão só, um pai disse...

"Olhe que não, olhe que não ...!"

Mitsou disse...

E os meus dois beijinhos também aqui ficam, amiga.

Tão só, um pai disse...

Então? Não há mais nada?

TMara disse...

estamos + tristes e+ pobres, mas logo arregaçamos as mangas e voltamos com o exº dado. Bj grande

Misty disse...

Olá, bom dia. Inda tás tisti?

Mais dois beijinhos aqui p´ra senhora da mesa do canto!

Anna^ disse...

Ora aqui vai uma embalagem extra de beijinhos fresquinhos ,ternos e doces!!
Ó Eva tu num me digas q n nos mandas o teu sorriso lindo???

Tão só, um pai disse...

... a Eva tem um sorriso lindo? Mostra lá, Eva.

Eva Lima disse...

Ó pra mim a arreganhar a tacha...

Tão só, um pai disse...

Táva ver que não ... até que enfim ...

Eva Lima disse...

TsUP,
só agora li a tua pergunta dos robalos...
eu não sou muito conhecedora de pesca. Eu gosto deles mais no prato...e, não é para me gabar (que ideia), mas faço umas trutas no forno recheadas com presunto...e também uns peixes de escabeche...nham, mnham!!!! E quando são do rio Paiva, rio de águas frias e batidas, ainda sabem muito melhor.
Agora quanto aos robalos. Lá na zona chamam-lhes robalos, e ainda há barbos e bogas. Os barbos e as trutas distinguas bem, os outros nem por isso. Nunca ouvi falar em achigãs na zona.

Esclarecido?

Tão só, um pai disse...

... esclarecido? Sim, quanto á responsabilidade pela designação ... mas aqui há mistério ... robalos, à séria, só no mar. Por isso, fica-me a curiosidade sobre a espécie em causa, tão nobremente designada pelas gentes locais ... lá terei que fazer uns telefonemas, ou dar uma volta ao Paiva.

Eva Lima disse...

No próximo fim de semana posso perguntar. Lá na aldeia todos os homens são pescadores...daqueles que já pescaram a truta dos 4 quilos, tb pertences a esse clube?

Tão só, um pai disse...

... eu até tenho vergonha de contar isto, mas em 2003 apanhei dois atuns ao largo de Sesimbra. Um dei-o e o outro congelei-o durante dois anos. Deitei-o fora no mês passado. E porquê? Porque quando contava a história, lá vinha aquele sorriso desdenhoso. Pois bem, lá ia ao frigorífico e vinha o atum.
Agora, trutas de 4 kilos? Bem ... bem ... . Carpas, ainda vá ...

Tão só, um pai disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Eva Lima disse...

T,
informei-me junto do filhote grande, o aficcionado maior da pesca, cá em casa, sobre o robalo. Diz ele que: lá em Fráguas chamam robalo ao robalinho também conhecido por bordalo ou escalo. Ajudei?