30 julho 2008

Guarda - Belmonte

Uma viagem a quatro, mais cão.
Guarda, a cidade dos f´s, onde a única coisa digna de ser vista - a catedral - estava fechada. Esperámos e nada, continuou trancada.

Catedral da Guarda

Seguimos para Belmonte. Valeu a pena. O castelo, o panteão dos Cabrais, o Museu Judaico, a Sinagoga, o museu do azeite.

Castelo de Belmonte


Sinagoga

Panteão dos Cabrais


Descanso



6 comentários:

Carla O. disse...

Que maravilha!!! :)))
Continuação de boas férias!
Mts bjs

Mamã Martinho disse...

Esta ultima foto deixou-me nostalgica e cheia de inveja!

Bjs

Mónica

aos meus olhos disse...

Acreditas que não conheço a Sé da Guarda a não ser por fora?? Acho que nunca lhe vi uma porta aberta, e olha que no frio mês de Dezembro enquanto estive em formação era alí à porta que tomava café. Em Belmonte já mais que uma vez tentámos ver uma Mesquita, uma vez que nos chamam judeis (a nós, povo do Côa) mas tbm sempre fechada.
Agora gostar gostar foi dessa última foto, tenho pena em não censeguir descontrair assim, mas já me imaginaste com este tamanho todo assim relaxada!!?
Se ainda estais de férias, boa continuação, eu já estou ao batente no pior mês do ano, pelo calor e pelo movimento.
Bjitos
ana

Carlinha disse...

É tão bom passear com a família! Momentos felizes para recordar sempre... e que manta linda para o descanso! :)
Obrigada Eva pela receita, assim que faça te escrevo para contar-te o resultado.
Tenho esperanças de acertar desta vez!
beijinhos!

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Rui Curado Silva disse...

Belmonte, terra de Pedro Álvares Cabral. Passei várias vezes em Belmonte mas nunca parei, a tua entrada abriu-me o apetite. ;)