04 maio 2008

Falta de chá

Fiquei a saber pela Ler que António Lobo Antunes nunca leu nenhum livro de José Saramago. Segundo consta (sem confirmação oficial) o contrário também é verdade.
Custa-me um pouco a acreditar - vaidosos como poucos, que não se leiam às escondidas...



Eu, leitora fiel e apaixonada de ambos, fico triste. A escrita fina de Lobo Antunes encantou-me durante anos, os livros recentes nem tanto. De Saramago adoro a imaginação e, sempre que termino mais um livro fica-me a pergunta: onde vai ele buscar a inspiração?

1 comentário:

as-nunes disse...

Ora aqui estão dois escritores fora de série, sem dúvida, mas muito complicados. Complicados pelos feitios e complicados naquilo que escrevem e nos seus próprios estilos de escrita.
Têm uma virtude inexcedível: conseguem acompanhar a palavra ao ritmo da imaginação enquanto uma corrente contínua do pensamento. E nós bem sabemos como é o pensamento. Quem o pára? Quem o encaminha?
Cá por mim, umas vezes gosto de ler o Lobo Antunes, outras não. Quanto a Saramago ainda não consegui levar nenhum dos seus livros para além da 3ª página. Problema meu com certeza.
António