24 abril 2008

Casaco desencalhado

Finalmente pronto e a uso. Como já relatei, fiz, desfiz e voltei a fazer, as mangas e o decote/debrum. Gosto do resultado e a lã (brancal) é muito fofa e agradável. A pregadeira é feita duma camisola velha feltrada e com centro em crochet. Coloquei para a foto.



Agora estou dedicada à máquina de costura.
No infantário do Alexandre vão fazer uma feira de chás e ervas aromáticas, oferecidas pelos pais e depois de ensacadas vendidas.
Só que os pais, avós, etc, ofereceram tantos chás que as educadoras, estagiárias e demais pessoal não conseguiam fazer tanto saco. Pediram ajuda e duas mães (eu e outra alma caridosa/parva/activa) fizemos cerca de 80 sacos de diversos tamanhos. Os tecidos foram oferecidos, restos duma loja de cortinados e duma fábrica de batas.
Prometo fotos com os sacos cheios.

Na escola da Teresa preparam a festa do final do ano que, tradicionalmente, é organizada pelos pais dos alunos finalistas. Também me calha a mim. É necessário angariar fundos e, como as carteiras andam com fundo vazio, toca de fazer uma barraquinha nas festas do bairro (início de Maio). A minha companheira dos sacos de chá também tem aqui uma finalista logo pensámos em dar uso ao resto dos retalhos e, com outra amiga destas andanças manuais e, também mãe de finalista, deitámos mãos e pés à máquina.
A minha contribução actual

almofadas


sacos

4 comentários:

Anna^ disse...

Parabéns Eva,pelos trabalhos e pela tua pronta disponibilidade para os outros :)

beijinho

Nostálgica disse...

O casaco está mesmo muito giro..:)
parabéns.
beijinho

Mamã Martinho disse...

Gostei do casaco e em especial da pregadeira. A ideia dos sacos ed chá é optima, mas imagino o trabalhão. A outra angariação de fundos, (almofadas e sacos), merece os meus aplausus, não só pela iniciativa, como pelo trabalho que tiveram.

Bjs

Mónica

Costinhas disse...

eu não posso vir aqui... és demasiado parecida com uma pessoa de quem tenho tantas saudades.

és tão bonita.

beijinho