25 abril 2006

25 de Abril




«Era uma vez um país

onde entre o mar e a guerra

vivia o mais infeliz

dos povos à beira-terra.

(...)

Foi então que Abril abriu

as portas da claridade

e a nossa gente invadiu

a sua própria cidade.

Disse a primeira palavra

na madrugada serena

um poeta que cantava

o povo é quem mais ordena.

(...)


Ary dos Santos.- As Portas que Abril Abriu. Lisboa, 1975.

4 comentários:

Pandora disse...

E eu estava por lá. a alegria foi imensa.
Primeiro aquela música, depois o medo do desconhecido, do que iria acontecer.

Depois, a explosão de alegria.
Fomos todos para a rua (eu tinha 8 anos e também fui)...

Era um mar de gente, de gente feliz. Todos riam ,e parecia que todos se conheciam.
Era bom que todos continuassem a agir assim.
Era bom que todos ensinacem aos seus filhos a respeitar os outros como naquele dia, todos se respeitaram.

Ainda havia muito para dizer, mas fica para o ano.

Anna^ disse...

Um beijinho :)

bounty disse...

Olá Eva :)
Nunca sei se hei-de responder no meu blog ou aqui, então hoje resolvi responder aqui mesmo :P
A escolinha 'tá boa, a meio do 2º semestre, muitas frequencias e trabalhos pla frente, mas tem que ser... lol
Obrigado por perguntar ;)
Espero que esteja tudo bem por aí!
Beijinhos :)

Carla O. disse...

Lindo.
Um beijo grande.